fábula #25

setembro 14, 2011 § Deixe um comentário

A zebra cortês
(a pobrezinha)

m.n.f. / 2011

As zebras, ao contrário dos leões, não comem carne vermelha. Os leões, por sua vez, adoram carne de zebra. O que ninguém jamais imaginaria era que a zebra seria convidada para jantar com a família leão. Era uma vez como foi isso.

No jantar da família leão todos os presentes exibiam um penteado lustroso. A zebra, também finíssima, usava um vistoso vestido listrado; para muitos, a égua mais elegante jamais vista.

— Como você cheira bem – cortejava um leão.
— Obrigada… – agradecia a zebra.

As leoas cercavam a zebra e queriam saber tudo sobre ela, e a zebra, adorando aquela atenção que recebia, a tudo respondia. Já sentada à mesa, a zebra manteve o protocolo até quando deu um coice no leãozinho antecipado que tentou morder-lhe o lombo.

— Júnior, mais respeito com a comida – repreendeu a mãe.
— Desculpem… – disse o leãozinho.
— Espere o jantar ser servido – continuou a mãe.

E o jantar foi servido.

O menu era carpaccio de zebra na entrada, carne de zebra no prato principal e chouriço de zebra na sobremesa. A zebra achou por bem não comer nada, e, mesmo que sentisse fome, dali a alguns instantes não teria mais estômago, esfôfago, boca ou qualquer órgão necessário à apreciação de uma boa gastronomia.

— Passa a bisteca? – pedia o leão.
— Pois claro – respondia cordial a zebra, oferecendo a patinha esquerda.
— Hum, que carne suculenta – elogiava o outro leão, lambendo os lábios.
— Sirva-se, sirva-se… – dizia a zebra, oferecendo a outra pata.

Naquela noite quente de primavera todos encheram a barriga e conversaram animadamente. Ao fim do jantar, os leões fumaram seus charutos, bebericaram marula e falaram sobre coisas amenas, como o futebol e a novela.

***

Moral: se você for uma zebra, evite jantar com leões; as intenções são perigosas.

Anúncios

Os comentários estão desativados.

O que é isso?

Você está lendo no momento fábula #25 no Querido Bunker,.

Meta

%d blogueiros gostam disto: