fábula #23

setembro 9, 2011 § Deixe um comentário

A bactéria esperta

m.n.f. / 2011

Era uma vez, contra todas as possibilidades, o nosso parente mais remoto e do qual somos todos descendentes, dos presidentes aos cachorros de rua, a bactéria.

De tão minúscula não dava nem mesmo para ser vista. Imaginemos, portanto, uma vozinha miúda saindo de uma gota d’água.

— Quando crescer, eu quero ser um mamute – dizia a bactéria
— O que é um mamute? – perguntava a rocha vulcânica.
— Não sei, porque ainda não existem mamutes… – concluía a bactéria.

Em outros momentos, chegava mesmo a visualizar o que viria a ser.

— Hoje eu sonhei com uma árvore… – contava a bactéria
— É uma montanha nova? – tentava entender, a rocha.
— Mais ou menos, é mais estreita – dizia a bactéria

O tempo passava e o corpo da bactéria se adaptava e mudava.

— A isso que eu uso para nadar darei o nome de nadadeiras! – vibrava a bactéria.

Eis que a bactérica nunca parou de se transformar. Virou peixe, dinossauro, galinha, sabiá, capim, árvore, macaco e gente. Quanto à rocha, essa não mudou tanto; sempre vulcânica, sempre no mesmo lugar.

Quase quatro milhões de anos depois, um alpinista fincou uma bandeira naquele mesmo lugar onde antes morava a bactéria.

— Você me parece familiar… – a rocha vulcânica comentou.
— Impossível, nunca alguém esteve aqui antes de mim! – respondeu o alpinista.

***

Moral: você pode ser o que quiser, mas não esqueça que não será o primeiro nem o último a ser qualquer coisa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento fábula #23 no Querido Bunker,.

Meta

%d blogueiros gostam disto: