Odete, a Ordinária

abril 9, 2009 § Deixe um comentário

Ode Caprichosa

Cálida tarde primaveril. Mergulhando lentamente, no céu crepuscular encandescente, encarnado, o sol dourado, se punha solenemente – por trás dos verdes montes delineados; quando, sob o frondoso jatobá de folhas cadentes, o fanático por adjetivos se masturbava loucamente.

***

Abraço fraterno,
Márcio N.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Odete, a Ordinária no Querido Bunker,.

Meta

%d blogueiros gostam disto: