Professor Cascudinho

novembro 24, 2008 § Deixe um comentário

Caros conterrâneos, desse ou de outro buraco: o departamento de história hipotética do bunker tem se dedicado numa obstinada busca pela identidade capenga dos natalenses. Carentes de uma história séria, acabamos fantasiando uma epopéia rasteira; mentiras moldadas à maneira das bocas frouxas, que seguem evoluindo a cada versão que recebem e a cada invento que ganham, as deslavadas. O Diabo da Lambada, o famigerado Ratinho, o Bebê-Demônio do Midway Mall, as Cobras do Motel (e, depois, do parquinho do McDonald’s), as 30 cabeças de gato no restaurante Thin-San, cocaína nas balas Sams; ou passagens dramáticas, como a do casal que se viu em apuros quando num coito por vias incomuns jamais se separou outra vez; esses, e outros desacontecimentos, em breve reunidos aqui para efeito de registro.

Piperotes na testa,
Professor Cascudinho.

Com a devida autorização, e não sem o abraço fraterno, de Márcio N.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Professor Cascudinho no Querido Bunker,.

Meta

%d blogueiros gostam disto: