Como matar amigos com agendas de celular _vida social

setembro 17, 2008 § 4 Comentários

— E então, rapaz, como foi a vida?
— Mais ou menos. 

***

Ontem encontrei minha agenda telefônica velha. Para se ter idéia de como é velha, ela é do tempo em que as pessoas ainda usavam agenda telefônica. Isso era antigamente, antes do celular. Agora as agendas estão no celular, e isso é ótimo, porque toda vez que troco de aparelho eu perco com ele a maioria dos meus contatos; depois, sem que você perceba, a agenda está cheia denovo.

***

Minha agenda telefônica velha está cheia de fantasmas. São nomes de defuntos, aparecendo em ordem alfabética, um após o outro. A maioria não são nomes de pessoas de verdade, porque elas provavelmente nem existem mais, e quando digo que não existem mais é porque geralmente o tempo as transforma em estranhos; é o que acontece.

***

Uma vez alguém disse que o mundo era como uma panela com água fervendo. Nessa panela as bolhas de ar são as pessoas, e a trajetória que uma bolha traça, do fundo da panela até o topo, é a história da vida de um indivíduo. São várias bolhas surgindo, se debatendo e estourando, tudo de forma muito confusa. O livro era Quincas Borba ou Brás Cubas, não sei direito, e esse raciocínio hippie ilustra bem como relações sociais são algo absolutamente casual e sem sentido.

***

Mas nem tudo é uma merda, e algumas pessoas viram cervejas e cafés eventuais, num esbarrão qualquer. Senti vontade de ligar para algumas pessoas da agenda – pensariam que eu tava doido, ou ficariam assustadas com uma ligação sem motivo aparente [deve ter sido por isso que inventaram os aniversários].

***

Acabo de elaborar um plano: quando eu tiver bem velho, e se tiver comido fígado suficiente pra não sofrer de atrofia cerebral na velhice [entenda], vou pegar um telefone e discar alguns números da agenda. As conversas já têm um começo: “E então, rapaz, como foi a vida?”.

É isso aí, pessoal. Esse foi o texto de auto-ajuda da semana.

Abraço fraterno,
Márcio N.

Anúncios

§ 4 Respostas para Como matar amigos com agendas de celular _vida social

  • Vivis disse:

    “Senti vontade de ligar para algumas pessoas da agenda – pensariam que eu tava doido, ou ficariam assustadas com uma ligação sem motivo aparente [deve ter sido por isso que inventaram os aniversários].” <—— pode crer.

    Adorei, muito bom e muito verdadeiro.

    Curtir

  • Igor Santos disse:

    Ainda é do tempo que “soh” era uma palavra reconhecida como tendo sentindo em si mesma.

    Curtir

  • mnazian disse:

    Um comentário que não cabia no texto. Em Portugal, telefone celular se chama “telemóvel”. A imagem que me vem à cabeça quando escuto isso é a desse cara ao lado do telefone de rodas.

    Curtir

  • macacco disse:

    tas ficando bom nesse negócio.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Como matar amigos com agendas de celular _vida social no Querido Bunker,.

Meta

%d blogueiros gostam disto: